Policial militar Sylvia Rafaella foi morta a tiros pelo ex-marido, o também PM

As duas filhas da policial militar Sylvia Rafaella Gonçalves Pereira, de 38 anos, que estavam em casa com a mãe quando ela foi morta pelo ex-marido (lembrar), na tarde de segunda-feira (5), em Ibotirama, oeste da Bahia, foram resgatadas do imóvel por uma pessoa que ouviu os tiros. As informações foram confirmadas ao G1, nesta terça (6), pelo delegado que investiga o caso, Genivaldo Rodrigues. A identidade dessa pessoa não foi divulgada para preservar as investigações. A polícia investiga se as crianças estavam no mesmo cômodo em que a mãe foi assassinada a tiros. Segundo o delegado, a mais nova das meninas, que tem idade entre 3 e 4 anos, é filha do casal. A mais velha, que tem entre 11 e 12 anos, era enteada de Edson Salvador Ferreira de Carvalho, 33, que também era PM. As duas crianças estão com os avós maternos. Testemunhas vão começar a prestar depoimentos a partir desta tarde e, conforme o delegado, a filha mais velha da vítima também poderá ser ouvida para ajudar a entender o que aconteceu na casa, no momento do crime. *Ler mais.