Kaçulo pode ter a candidatura impugnada pela Justiça (Foto: Ubatã Notícias)

O Promotor Patrick Pires da Costa, da 73ª Zona, pediu à Justiça Eleitoral que seja julgado procedente o pedido de impugnação da candidatura de Edvaldo dos Santos (PL), o Kaçulo, atual prefeito e candidato à reeleição à Prefeitura de Gongogi. O Ministério Público Eleitoral (MPE) sustentou, no pedido de impugnação apresentado à Justiça Eleitoral, que Kaçulo teve as contas referentes ao exercício de 2017 desaprovadas pela Câmara Municipal de Gongogi, fato ocorrido em consonância com o parecer prévio do TCM-BA pela rejeição, em face de irregularidades graves e insanáveis, caracterizadas com ato doloso de improbidade administrativa. A Justiça Eleitoral deve abrir prazo para defesa de Kaçulo e na sequência deferir ou não a candidatura do atual prefeito e postulante à reeleição. Em tempo, na região o Ministério Público Eleitoral (MPE) pediu também o indeferimento da candidatura de Antônio Conceição Almeida, o Gude, candidato a vice na chapa de Junilson de Boró, em Ibirapitanga; e de Jônatas Ventura, candidata a vice-prefeito na chapa encabeçada pelo médico José Luís, em Barra do Rocha. (Ubatã Notícias)