Polícia investiga denúncia de estupro a jovem com deficiência mental

A família de uma jovem de 18 anos denunciou à polícia que ela foi vítima de estupro, em Vitória da Conquista, no sudoeste da Bahia. De acordo com a Polícia Civil da cidade, o caso é investigado na Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam). Conforme informações apuradas pela polícia, o crime aconteceu em um motel de Vitória da Conquista, em setembro deste ano. Em depoimento à polícia, o suspeito, que não teve a identidade divulgada, assumiu que manteve relação sexual com a vítima e alegou que houve consentimento da jovem. A garota negou, disse que é homossexual e que, por isso, o homem cometeu o abusos dizendo que ia fazê-la gostar de homem. “Quando cheguei lá [no motel] ele mandou eu descer do carro. Depois ele pegou, me jogou na cama e tirou minha roupa à força, eu não consegui sair. Depois de fazer tudo que ele tinha para fazer, ele disse que se eu falasse para alguém, ninguém ia acreditar em mim porque eu sou louca e também ia acabar com o casamento dele, e que estava fazendo isso pra eu gostar de homem”, disse a jovem, que preferiu não se identificar. A situação ocorreu depois que a mãe da vítima passou mal e o vizinho prestou socorro para a família, levando a mulher até o hospital. Mãe, filha e uma amiga foram com o homem no carro. Ao chegar na unidade de saúde, a mulher e a amiga entraram, já a jovem ficou dentro o carro com o homem. No veículo, ele teria feito perguntas sobre assuntos sexuais e depois convidou a jovem para fazer um lanche, mas acabou levando ela para o motel. *Ler mais.