Dados são da Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA) (Foto: Divulgação)

O número de estupros em Vitória da Conquista, no Sudoeste, aumentaram 133% no período de quatro anos. Foram 111 registros de 2015 a 2019. No entanto e mesmo com o número alto, a Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam) do município acredita em subnotificação dos dados deste ano por causa da pandemia. Segundo a Secretaria da Segurança Pública (SSP-BA), via G1, Vitória da Conquista tem a maior taxa do estado de casos por 100 mil habitantes: 17,13. O número é muito acima de taxas de outras cidades como Salvador (7,38) e Feira de Santana (7,15). Para a delegada da Deam, Gabriela Garrido, o fato de muitas pessoas estarem em casa por conta da pandemia, gera uma subnotificação. Nesses casos, o tipo estupro de vulnerável tem ocorrido mais, com crianças e adolescentes sendo as vítimas mais comuns. O fato leva a crer que os abusadores podem estar dentro de casa. (Bahia Notícias)