Declarações foram divulgadas à imprensa por meio de nota oficial

A Comissão Nacional de Ética e Pesquisa (Conep), vinculada ao Conselho Nacional de Saúde (CNS), órgão do Ministério da Saúde, defendeu a “continuidade” dos estudos da vacina Coronavac, desenvolvida pelo Brasil Instituto Butantan, em parceria com o governo chinês. “Entendemos que o óbito do voluntário não estava relacionado à aplicação da vacina, por isso optamos por não suspender os ensaios e recomendamos que os pesquisadores nos trouxessem apenas a avaliação final de seu comitê independente”, informou o coordenador da Conep, o médico Jorge Venâncio. As declarações foram divulgadas à imprensa por meio de nota oficial, publicada no portal governamental do Conselho Nacional de Saúde na tarde desta terça-feira (10/11). A Conep, o órgão responsável pela análise dos protocolos de pesquisas relacionadas à Covid-19 em território nacional. Em parceria com o CNS, o departamento afirma que “seguirá debatendo o assunto para encontrar formas de garantir que os estudos para a vacina da Covid-19 no Brasil avancem”. (Bahia Notícias)