Informação foi publicada pelo Jornal O Globo (Foto: Divulgação)

Alvo de pressão e fortes críticas internacionais por causa da política ambiental, o governo pretende investir dinheiro público em publicidade para tentar e reverter as “percepções críticas no Brasil e no exterior relativas à Amazônia”. De acordo com informações do jornal O Globo, a tática, que já foi utilizada em 2019, está expressa em documentos produzidos pelo Conselho Nacional da Amazônia Legal (CNAL), que traçou como meta aumentar em 70%, até 2021, as notícias positivas sobre prevenção e combate a crimes ambientais no país. Segundo os documentos, o governo pretende “desenvolver ações voltadas à projeção da imagem do Brasil no exterior em matéria de desenvolvimento sustentável da Amazônia” e “construir uma narrativa sobre a estratégia para a Amazônia Legal”. Para alcançar este objetivo, a União estuda medidas para turbinar publicidade, sobretudo no exterior. “Intensificar as campanhas publicitárias lançadas pelo governo, tais como: Brazil By Brazil e brazilbybrazil.com, com foco em meio ambiente e agronegócio”, diz trecho, sobre as medidas a serem tomadas. Segundo estimativas do próprio governo, no ano passado, quando foram veiculados anúncios em países como Reino Unido, Holanda, Irlanda e Estados Unidos, os gastos públicos com as campanhas custaram em torno de R$ 40 milhões. Os documentos levantados pelo jornal integram uma apresentação entregue durante uma reunião do conselho, no início deste mês. (Bahia Notícias)