Delegados Odair Carneiro (à esquerda) e José Bezerra (à direita) (Foto: Alberto Maraux)

Os dois suspeitos presos por participação em ataque (lembrar), que matou três pessoas em uma praia de Salvador, coordenaram parte da ação para que o atirador pudesse agir com mais rapidez. As informações foram divulgadas nesta quinta-feira (7), pelos delegados José Bezerra e Odair Carneiro, que estão à frente do caso. Na quarta-feira (6), um dia após o crime, a Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA) disse que a dupla foi responsável pelo transporte dos suspeitos que agiram na areia. No entanto, nesta quinta, os delegados detalharam que além do transporte, eles foram coautores do crime, tiveram participação complexa e receberam pagamentos de R$ 30 e R$ 50 para ação. Segundo o delegado José Bezerra, os dois presos fizeram todo o acompanhamento na praia, para procurar e identificar o alvo dos tiros – Lucas Santos de Souza – na areia. Eles então sinalizaram aos dois suspeitos que ainda não foram identificados, sendo um deles o atirador e o outro o que acompanhou ação de perto. Depois, aguardaram todos os disparos antes de prestar a fuga. Ainda na quarta-feira, o delegado José Bezerra disse que, apesar dos dois suspeitos, que ainda não foram identificados, terem descido na areia, apenas um deles teria disparado contra as vítimas e o outro teria dado cobertura para que o crime acontecesse. *Ler mais.