Estudo foi realizado pela empresa Pode Comparar (Foto: Divulgação)

O uso de internet fibra óptica cresceu 17% na Bahia entre 2019 e 2020, conforme estudo realizado pela empresa Pode Comparar, baseado em dados da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). A modalidade é considerada pelos especialistas da Selectra Brasil a melhor forma de levar conexão à população como um todo. Em dezembro de 2019, a fibra óptica representava 29,2% do mercado de internet, ficando atrás dos cabos metálicos (51,7%). As conexões via rádio tinham 6,7% do total, enquanto o modelo por satélite ficava com 1,5%. Já em dezembro de 2020, o modelo de fibra óptica assumiu a liderança do mercado, com 46,2%, superando os 36,1% dos cabos metálicos. Rádios representam 5,2% e a modalidade por satélite, em último lugar, tem 1,9%. Segundo a Pode Comparar, ligada ao grupo Selectra Brasil, a mudança no mercado tem relação com a pandemia da Covid-19, que aumentou a importância de uma internet mais veloz, para atender às necessidades do “home office” e das aulas remotas.  Além de não conseguir entregar a mesma velocidade da fibra óptica, a internet por cabos metálicos também enfrenta problemas por ser alvo de furtos e roubos, já que um dos seus materiais – o cobre – é considerado valioso. (Bahia Notícias)