Ainda não há previsão quanto à data do julgamento que definirá a permanência de Edson Neves ou o retorno de Agilson Muniz ao executivo municipal. Na última sessão realizada, Agilson vencia por 2 x 1 quanto o desembargador Maurício Kertzman Szporer pediu vista no processo.

A expectativa agora é que o processo seja julgado em até 30 dias. A nossa redação continuará acompanhando o caso, e assim que houver novidade, publicaremos.

Redação Ubatã Notícias