Foto Ilustrativa

A polícia chinesa deteve pelo menos 20 pessoas em uma operação contra grupos cristãos neste domingo de Páscoa (23). Os agentes impediram membros de uma igreja protestante de realizar um evento religioso em público na capital do país, Pequim. O grupo faz parte da Shouwang, uma igreja que se recusa a deixar o Partido Comunista controlar a sua crença, e, como consequência, é considerada ilegal pelo governo.
A operação começou às 8h de domingo pelo horário local (21h de sábado em Brasília). O correspondente da BBC em Pequim informou que o distrito de Zhongguancun foi tomado por policiais e viaturas. Nas últimas semanas, o governo teria expulsado a Shouwang do prédio que costumava ocupar e impediu a igreja de se mudar para sua nova sede, construída com dinheiro dos fieis. Os líderes da igreja estão em prisão domiciliar.
Informações da Folha