O consumidor começará a sentir em maio o peso do aumento da conta de energia elétrica. As contas para o consumidor residencial terão reajuste de 9,79%. Já os industriais e comerciais de médio e grande porte vão pagar 10,16% a mais a partir do próximo mês. O reajuste foi autorizado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

A tarifa para residenciais que consomem em média 140 kw/h saltará de R$ 70,88 para R$ 77,68. Aqueles que pagam tarifa social desembolsarão R$ 46,73. A Coelba se defende dos altos valores e afirma que o governo abocanha 34% em cobrança de impostos.

Fonte: Pimenta na Muqueca