A Prefeitura Municipal de Ubatã comprou 2.800 kits contendo 6 livros da Coleção Passaporte para o Conhecimento por mais de meio milhão de reais, para ser mais preciso R$ 554.400,00.

Cada coleção custará ao erário municipal o equivalente a R$ 198,00. O curioso é que a empresa contratada pela prefeitura vende o mesmo livro na internet por R$ 190,00. Além de ter comprado os livros por um valor acima do mercado, a PMU não teve desconto ao comprar 2.800 kits da coleção?

Desconsiderando qualquer desconto que possa ter sido dado a PMU pela compra dos kits, a diferença de preço pago pela prefeitura em relação ao preço da coleção no site é de incríveis R$ 22.400,00.

Outros questionamentos são também relevantes: vale mesmo a pena investir, ou melhor, gastar mais de meio milhão de reais numa coleção, como ela mesmo se define “que conta de forma leve e didática a história do desenvolvimento da civilizações”? Precisava mesmo dessa imensa quantidade de livros?

Vale ressaltar que a coleção é uma espécie de paradidáticos e não livros didáticos, e serve apenas para os alunos do ensino fundamental (séries iniciais). A máxima prega que em educação não se gasta, se investe, mas a Prefeitura de Ubatã vem, no mínimo, conseguindo desfazer essa crença. Paciência.

Redação Ubatã Notícias