Os professores da Rede Municipal de Educação de Ubatã cruzaram os prazos hoje (28) para protestar contra a recusa do prefeito Edson Neves em receber os representantes da Associação dos Professores Licenciados da Bahia – APLB.

Durante boa parte da manhã, os professores, usando um nariz de palhaço, caminharam por diversas ruas da cidade tentando chamar a atenção da comunidade e do poder público para o problema.

Em discurso em carro aberto, a Diretora da APLB, a professora Magnólia Alcântara, afirmou que a educação ubatense passa por uma grave crise, pois faltam cadeiras nas escolas, o plano de carreira do magistério não é cumprido e a categoria não recebe aumento salarial há 3 anos.

A Diretora do Sindicato assegurou ainda que caso o chefe do executivo continue se negando a atender os representantes da APLB, a categoria dos professores entrará em greve por tempo indeterminado. Hoje à tarde, a partir da 14h, haverá outra caminhada.

Redação Ubatã Notícias