A Prefeitura Municipal de Ubatã convocou os guardas municipais que trabalham nas escolas para trabalhar durante a micareta da cidade. Hoje cerca de 100 profissionais fazem parte da guarda municipal. Cada servidor trabalhar um dia da festa.

Os guardas serão responsáveis em orientar o estacionamento de carros, fiscalizar para coibir a circulação de ambulantes no percurso da festa e denunciar aqueles foliões que subvertam a ordem. No entanto, muitos estão descontentes com o valor e a atividade extra.

– Não nos deram escolhas. Seremos obrigados a trabalhar durante uma noite inteira por apenas 30 reais, – disse um guarda municipal a nossa redação.

Trata-se de uma exploração, pois o valor que será pago aos profissionais é irrisório. Além disso, foi-lhes tirado o direito de se posicionarem contrariamente à proposta de trabalhar na micareta. Viva a festa!

Redação Ubatã Notícias