Marcada para começar às 10h desta terça-feira, 24, a votação do projeto do Código Florestal na Câmara dos Deputados ainda depende de um acordo entre líderes partidários e representantes do governo.
Depois de superar a polêmica em torno do artigo que isenta pequenos produtores da obrigatoriedade de recompor reserva legal, os líderes precisam agora resolver o impasse em torno do dispositivo que concede anistia para quem desmatou até julho de 2008.
A medida defendida pelo relator do Código Florestal, Aldo Rebelo (PCdoB-SP), não agrada a presidente Dilma Rousseff e deve ser barrada caso seja mantida na proposta oficial. Para evitar um futuro veto, as negociações sobre mudanças no texto começaram desde cedo no Palácio do Planalto nesta segunda, 23, e deverão se estender durante toda a terça. Do G1