Andirlei quer ver juízes fora de Itabuna

A seccional baiana da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) ajuizou medida junto ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ), requerendo o afastamento dos juízes Waldir Viana Ribeiro Júnior e Cláudia Valéria Panetta. Eles respondem, respectivamente, pela 4ª Vara Cível e Vara do Júri e Execuções Penais de Itabuna.
De acordo com a OAB, os magistrados vêm mantendo uma postura desrespeitosa com os advogados. O conflito começou no ano passado, quando Viana anunciou que somente receberia os causídicos em seu gabinete se eles estivessem devidamente trajados de terno e gravata. O titular da 4ª Vara Cível também é acusado de destratar os advogados em plena sala de audiência, questionando os conhecimentos jurídicos dos mesmos.
Em janeiro último, Panetta e Viana – que são casados – tiveram uma discussão áspera com o presidente local da OAB, Andirlei Nascimento. Ele foi até o fórum para socorrer o advogado Sânzio Peixoto, impedido pela juíza de retirar autos de um processo do cartório. A missão terminou em bate-boca e com o representante da advocacia itabunense sendo alcunhado de “papa-jaca”.
Em resposta às atitudes dos juízes, 150 advogados assinaram uma moção de repúdio contra eles. Panetta e Viana contra-atacaram, declarando-se suspeitos em todos os processos nos quais os signatários da moção atuavam como representantes. Agora, no novo round dessa briga, a OAB pede o afastamento dos magistrados.
Fonte: Pimenta na Muqueca