A Associação dos Professores Licenciados da Bahia – APLB – Delegacia Sindical Baixo Médio Rio das Contas – anunciou, ontem (10), a paralisação das atividades dos professores e demais profissionais da educação por tempo indeterminado.

A decisão de deflagrar greve ocorreu depois de o prefeito Edson Neves se recusar, por inúmeras vezes, receber os representantes da APLB. O sindicato está orientando os pais de alunos a não enviarem os filhos para as escolas municipais nesta segunda-feira (13).

A pauta de reivindicação da APLB é bastante extensa, dentre os itens estão: aumento salarial, cumprimento integral do Plano do Magistério e melhorias nas escolas. O sindicato promete manter a grave até que o prefeito receba os representantes da categoria.

Redação Ubatã Notícias