O ex-juiz de Ubatã, Drº Fábio Mello Veiga, decretou a prisão preventiva de Luiz Alves, agente da polícia Civil de Camacan. Com a prisão de Alves, a Polícia Civil desta cidade ficou com apenas um agente.

A prisão do agente faz parte da Operação Esfinge, foi deflagrada no dia 31 de maio e levou para a prisão os comandos das polícias civil e militar. O delegado Jackson Silva (ex-delegado de Ubatã) e o major Silvério de Almeida Neto foram apontados como os chefes do esquema de proteção ao roubo de cargas, extorsão, homicídios e peculato.

Além do delegado e do major, outros 11 policiais estão presos em Salvador desde o início de junho. O juiz Fábio Mello Veiga é muito querido e admirado em Ubatã pela singular contribuição dada ao município.

Redação Ubatã Notícias