O prefeito afastado Edson Neves deve recorrer da decisão da Câmara de Vereadores de Ubatã, que na noite de ontem (21) o afastou por 6 x 0. Apenas os edis Paulo Silva, Renan de Souza e Nilson Ribeiro não compareceram à sessão.

Segundo um advogado ouvido pela nossa redação, Edson Neves deve entrar com uma medida judicial para tentar mostrar a hipotética ilegalidade na decisão da Câmara. Caso consiga, Neves será reconduzido ao cargo. Enquanto isso, Cássia Mascarenhas ficará à frente do executivo municipal.

Redação Ubatã Notícias