Afastado do comando do Executivo em sua cidade, Edson Neves pretende retomar a prefeitura esta semana, segundo informações que correm nos bastidores. Depois de ser retirado provisoriamente do cargo em sessão da Câmara de Vereadores que definiu por seis votos a zero que tanto ele quanto seu vice Roberto Pazzi permaneceriam afastados por noventa dias, Edson Neves avisa que já estaria mobilizando a sua assessoria jurídica no sentido de impetrar ação afirmando inconstitucionalidade na decisão do Legislativo ubatense.

A intenção dos advogados do empresário é a de reagir com força logo nesta segunda feira ( 27 ). Por sua vez, a prefeita interina Cássia Mascarenhas já anuncia exononeração de todo o secretariado da prefeitura e diz que o Executivo não enfrentará dificuldades para pagar os salários dos servidores públicos municipais.

Enquanto isso, o eleitorado ubatense ainda vive a indefinição quanto ao resultado da mais recente eleição para prefeito. Embora adiada inúmeras vezes, a sentença que definirá quem comanda por direito o Executivo daquela cidade ( o eleito Agílson Muniz ou o segundo colocado empossado, Edson Neves ) ainda não saiu. Observadores afirmam que o veredito no T.R.E em Salvador estaria bem próximo…

Fonte: Ipiaú Online