Depois de meses de uma relação amistosa e tranquila, o caldo entornou de vez entre o prefeito Edson Neves e a Câmara de Vereadores de Ubatã. A primeira grande demonstração disso foi o afastamento do chefe do executivo por parte do legislativo municipal.

Agora os vereadores votarão, amanhã (06), a revogação da Lei 14/2010, que autoriza o executivo a firmar convênios, cooperações e contratos com entes de direito público e privados nas esferas federal, estadual e municipal. Há, claramente, muitas arestas a serem aparadas, fato que exigirá do prefeito muita habilidade política.

Redação Ubatã Notícias