Hoje (06), a partir das 20h, haverá uma sessão extraordinária na Câmara de Vereadores de Ubatã. O legislativo votará um pedido de revogação da Lei 14/2010, que permite ao chefe do executivo municipal firmar convênios com entes de direito público e privado.

A relação entre o prefeito Edson Neves e a Câmara de Vereadores está mais do que estremecida, pois há duas semanas o legislativo o afastou por um período de 90 dias, mas o prefeito retornou ao cargo por força de uma liminar. Na semana passada, a presidente da Câmara recebeu uma denúncia contra o prefeito.

O prefeito Edson Neves, que até pouco tempo tinha maioria folgada na Câmara, vive dias de pressão intensa, pois no mínimo 2/3 dos vereadores já se colocam publicamente como oposição. O chefe do executivo vai precisar de muita articulação política para mudar o quadro.

Redação Ubatã Notícias