Diversos profissionais da educação, que ainda não receberam os vencimentos referentes ao mês de junho, estão indo hoje (13) à sede da Associação dos Professores Licenciados da Bahia – APLB – Delegacia Sindical Baixo Médio Rio das Contas. Alguns professores e coordenadores escolares não receberam o salário do mês de junho.

A APLB promete acionar o Ministério Público para que os profissionais não sejam prejudicados. No próximo dia 19 será realizada uma reunião entre o Sindicato dos professores e o prefeito Edson Neves, mas até lá espera-se que o salários dos profissionais que ainda não receberam já esteja creditado em suas contas.

Redação Ubatã Notícias