Acabou há pouco, a sessão no Tribunal Regional Eleitoral – TRE –, e o desembargador Renato Reis deu voto favorável ao retorno de Agilson Muniz ao executivo municipal. Com o voto de Reis, Muniz contabilizou 4 dos 6 votos possíveis, o que decidiria, teoricamente, o retorno imediato do alcaide.

No entanto, o desembargador Cássio Miranda pediu vista do processo e prometeu, no plenário do TRE, devolvê-lo em até dez dias. Assim, é possível afirmar que a novela está no seu último capítulo, e Agilson Muniz será reconduzido, independente do voto de Miranda, ao executivo municipal.

Agilson Muniz foi cassado em maio de 2010, acusado de abuso de poder econômico e suposta compra de votos. Desde então, a cidade vem/vinha sendo governada por Edson Neves, do DEM. Vale lembrar que ainda haverá uma audiência em Ubatã para julgar um pedido de impugnação de mandato eletivo, mas é improvável que a decisão da justiça local será diferente da do TRE.

Redação Ubatã Notícias