Decreto tem vigência de 90 dias

Em seu primeiro decreto assinado após ser reconduzido ao executivo municipal pelo Tribunal Regional Eleitoral, o prefeito Agilson Muniz (PC do B) decretou situação de urgência e situação de calamidade pública em todas as áreas administrativas do município de Ubatã.

De acordo com o decreto, a decisão foi tomada em razão do descaso administrativa promovido pelo ex-gestor Edson Neves (DEM), enquanto ocupou a chefia do poder executivo municipal.

O decreto cita débitos com fornecedores, atrasos salariais, problemas na saúde e educação, débito com a COELBA além de sumiço de pastas e documentos contábeis como justificativa para o decreto de situação de urgência.

O prefeito assinou o decreto no último dia 21 de julho e tem validade de 90 dias, prorrogáveis por igual período.

Redação Ubatã Notícias