TSE nega liminar pela segunda vez a Edson Neves

O Tribunal Superior Eleitoral – TSE – negou, hoje (08) à tarde (14:29h), uma liminar numa ação cautelar impetrada pelo ex-prefeito Edson Neves. Neves impetrou a ação no último dia 03 de agosto, numa tentativa de voltar a comandar o executivo municipal. O TSE já havia negado uma liminar ao ex-gestor no dia 21 de julho.

A Ministra Carmem Lúcia foi a relatora do processo e argumentou, em sua decisão, que a concessão da tutela cautelar importaria em nova alternância na chefia do Poder Executivo Municipal, medida potencialmente prejudicial à estabilidade social, em razão de possíveis agravos à dinâmica dos serviços públicos locais.

De acordo com um advogado consultado pelo UN, é provável que Edson Neves ingresse agora com um recurso no TSE questionando o mérito da decisão do TRE-BA, solicitando mudança na decisão que reconduziu Agilson Muniz à Prefeitura de Ubatã.

Nota da Redação

A decisão foi tomada no dia 03 de agosto, mas não havia sido publicada no site do TSE. Como havia muita especulação e a informação não era oficial, publicamos apenas hoje (08), após o Tribunal publicar em seu site.

Redação Ubatã Notícias