O Ministério do Trabalho e Emprego divulgou, nesta quarta-feira (17), um relatório dos sete primeiros meses deste ano no que se refere à contratação de trabalhadores com carteira assinada, ou seja, a criação de empregos formais.

Ubatã, mais uma vez, demitiu muito mais trabalhadores do que contratou. Foram demitidos 152 funcionários e contratados apenas 92. Ou seja, 60 postos de trabalhos (empregos formais) foram fechados na cidade.

O Ministério do Trabalho já havia divulgado um relatório do primeiro trimestre do ano. Na época, Ubatã já apresentava saldo negativo, pois 84 trabalhadores foram demitidos e apenas 58 foram contratados.

Redação Ubatã Notícias