“Não tolerarei salários atrasados”, disse o edil

UN Vereador, o senhor tem consciência de que a imagem da Câmara não é uma das melhores hoje na cidade?

Vereador Hélder – Tenho sim. No entanto, tenho procurado, enquanto vereador, cumprir o meu papel de representante do povo, ora apresentando projetos, ora denunciando e cobrando que os direitos dos ubatenses sejam assegurados.

UN – Vereador, como o senhor analisa os constantes atrasos salariais dos servidores públicos?

Vereador Hélder – O grande problema dos políticos ubatenses é não saber separar a campanha política de uma administração. É inadmissível que o suor das pessoas não seja respeitado. Este novo governo que se inicia, apesar de ter recebido o município numa situação econômico/administrativa grave, peca pela não agilização e prioridade das questões salariais, haja vista que já estamos em meados de agosto e parte do funcionalismo continua sem receber os vencimentos. Aí eu pergunto: E os juros, o crédito, como ficam? Quem vai arcar com os prejuízos dos funcionários? Pagamento dos servidores tem de ser prioridade sempre.

UNO senhor foi um crítico feroz do governo Edson Neves. Qual a sua posição em relação à gestão de Agilson Muniz?

Vereador Hélder – Fiz oposição ao governo Edson Neves por este ter sido ditatorial, centralizador e irresponsável. Além disso, a gestão do ex-prefeito não honrava com vários direitos dos servidores municipais e credores, e provei que estava certo, pois até a energia da Prefeitura e Mercado Municipal foi cortada. Quanto à atual administração, do prefeito Agilson Muniz, a minha intenção é apoiar o governo, desde quando este respeite, principalmente, os funcionários, os credores e a comunidade ubatense. Jamais serei um vereador omisso e cego. Olharei com atenção os problemas municipais, e me coloco à disposição de todos se por ventura se sentirem lesados.

UN – Além dos salários atrasados, os servidores têm reclamado da falta de informação da administração Agilson Muniz. O que o senhor pensa a respeito?

Vereador Hélder – Isso é muito preocupante, pois os servidores já estão sendo penalizados pelos atrasos salariais, e para piorar a situação, as poucas informações a respeito das datas de pagamento são sempre desencontradas. Aproveito a oportunidade para deixar claro que não tolerarei a continuidade dos salários atrasados e, caso necessário e se os servidores assim quiserem, não medirei esforços para acionar judicialmente à Prefeitura de Ubatã para garantir o pagamento dos funcionários públicos municipais.