Casa derrubada e não construída

No mês de fevereiro Ubatã foi contemplada com o programa do Governo Federal “Minha Casa Minha Vida”. Assim, seriam construídas 47 unidades habitacionais para atender pessoas oriundas das camadas populares. O prefeito Edson Neves, no mês de abril, assinou a ordem de serviço e disse que as pessoas poderiam derrubar suas casas (ver mais fotos), pois as obras já iriam começar.

Pois bem, as pessoas derrubaram suas residências e nenhuma casa foi construída até o momento. Com isso, famílias inteiras estão alojadas na casa de vizinhos, amigos ou até mesmo tiveram de alugar casas para não viverem nas ruas. “Estou gastando o pouco que tenho do Bolsa Família para pagar o aluguel da casa”, reclamou uma contemplada do Programa.

A construção das casas requer contrapartida do município. Questionando sobre o problema, um dos Conselheiros da Assistência Social do Município disse ao UN que o Conselho cobrará do prefeito Agilson Muniz uma solução para o caso. Enquanto isso, os moradores contemplados no Programa do Governo Federal vêm passando o maior perrengue.

Redação Ubatã Notícias