O governo baiano usou o rolo-compressor e conseguiu aprovar limites no uso do plano de saúde dos servidores estaduais, o Planserv. A votação foi tensa e somente terminou nas últimas horas desta quarta (31) na Assembleia Legislativa.

Por 39 votos a 20, fica estabelecido limite de 12 consultas médicas por ano, bem como de consulta pré-natal, 24 consultas pediátricas e máximo de 10 atendimentos emergenciais. Os limites também alcançam exames simples (30). Com a mudança para plano co-participativo, acima desse limite, o usuário terá que pagar valores entre R$ 6,00 a R$ 10,00, não ultrapassando R$ 30,00.

O governo conseguiu impor as mudanças praticamente como queria, mas enfrentará ações judiciais da oposição, que alega inconstitucionalidade no projeto.

Os servidores estaduais prometem uma sequência de protestos contra o governo e até mesmo ações de boicote à prova da Stock Car, a principal competição automobilística do país. A corrida será neste domingo (4) em Salvador.

Fonte: Pimenta na Muqueca